Regras rigorosas para a banda larga começam a valer hoje, e a Anatel está de olho

Ano passado, a Anatel aprovou regras rigorosas para a banda larga brasileira, tanto fixa quanto móvel, para garantir maior velocidade e atendimento melhor. Estas regras passam a valer hoje, para provedores com mais de 50.000 usuários.

Quando dissemos há um ano que a banda larga poderia virar serviço de excelência no Brasil, muita gente duvidou. E com razão: na época, as novas regras eram só uma promessa. Agora elas entram em vigor – e a Anatel está de olho.

A velocidade média da banda larga deverá ser de, pelo menos, 60% do contratado durante o mês. Essa exigência não existia antes. E o serviço não pode cair em 99% do tempo no mês (98% para banda larga móvel).

Além disso, a velocidade instantânea – isto é, medida em qualquer momento – deve ser de pelo menos 20% do contratado. Até ontem, todo provedor tinha que garantir só 10%. Ainda há limitações para a latência, jitter e perda de pacotes.

Mas como a Anatel vai monitorar isso? A agência vai distribuir 12.000 equipamentos para aferir a qualidade da banda larga fixa em todo o país, nos provedores: Oi, Net, Vivo, GVT, Algar (CTBC), Embratel, Sercomtel e Cabo.

Continuar lendo